EMAM finaliza Curso de Mediação e prepara outro para segundo semestre

Com a presença da diretoria da EMAM, o curso de mediação foi finalizado.

Com a presença da diretoria da Escola de Magistratura Mato-grossense (EMAM), o curso de mediação foi finalizado na tarde desta sexta-feira (15). A formação ocorreu durante toda a semana, na sede da escola, e contou com a participação de 22 pessoas.

Tulio Tomé, estudante e participante, reafirma a importância de estar neste curso, justamente para fazer com que as pessoas entendam que são protagonistas de suas vidas e podem solucionar seus conflitos pessoais, sem a necessidade de solicitar a intervenção da justiça.

“Com o passar dos anos, transferimos a responsabilidade de decisão de nossas vidas para autoridades, e por isso, nos tornamos pessoas que não conseguem resolver os próprios problemas. Esse curso nos torna capaz de ajudar as pessoas a viverem em melhor pacificação social”, finaliza.

De acordo com a juíza Viviane Isernhagen, diretora de Ensino da escola, esse é um curso para a vida e também, para ser utilizado como profissão. “Mediação é um ofício que pede cada vez mais pessoas com esse preparo. É um curso que permite uma mudança de comportamento diante as situações que você enfrentará na vida”, comenta.

Além da magistrada, o encerramento do curso contou também com a participação do diretor geral da EMAM, o juiz Jones Gattas Dias, e da diretora administrativa, a desembargadora Maria Erotides Kneip Baranjak.

O diretor geral da EMAM destacou a satisfação em poder promover um curso para ajudar as pessoas e resolver problemas antes de eles chegarem à Justiça. “É um curso para ajudar as pessoas a conversarem. Neste mundo de guerra as pessoas não se entendem mais, e por isso é uma satisfação estar como diretor da escola e promover este curso que ajuda os outros a lidar com algumas dificuldades antes que se torne algo pior”, avaliou.

O curso de mediação atende uma demanda da nova legislação, com base no Código de Processo Civil (Lei n. 13.105/2015), Lei de Mediação (13.140/2015), no Código de Processo Civil (Lei n. 13.105/2015) e, ainda, em cumprimento à Resolução 125/2010 do CNJ, que tratam da mediação e conciliação como meio adequado para a solução de conflitos. O próximo curso deve ocorrer no segundo semestre de 2018.

Fonte: Pau e Prosa Comunicação

Foto: Pedro Ivo